Portugal oferecerá Incentivos para Brasileiros se mudarem

Professores poderão ter desconto de 30% na Compra de um Carro Novo
8 de setembro de 2017
Ministério da Educação abre inscrição para Curso Online gratuito de Alemão
27 de setembro de 2017

 

 

 

O governo português quer dar acesso a direitos sociais, vistos de residência e trabalho automaticamente para pessoas que falem português.

A proposta foi apresentada durante reunião em Brasília, no Itamaraty (final do ano passado) e foi acolhida pelos integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O acordo tem previsão de entrar em vigor em até 2018, informou o site da Revista Exame.

Motivos

A economia ainda sente os efeitos da última crise e o salário mínimo em Portugal é um dos menores da U.E, em torno de €557 – pouco mais de R$ 1.850,00, na cotação de 06/02/2017.

Por isso, boa parte da população economicamente ativa está deixando Portugal e indo morar em outros países da União Europeia, em busca de melhores condições financeiras.

Outro fator é o amadurecimento da população portuguesa. Começa a faltar mão de obra jovem, saudável, instruída e produtiva.
O governo de Portugal vê com bons olhos a renovação de sua população, e incentiva a entrada de pessoas falantes da língua portuguesa.

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, confirmou que com a nova lei de acesso aos países lusófonos, se tornará possível para um maior número de profissionais estrangeiros concorrerem a vagas de trabalho, levando-se em conta a equivalência de títulos profissionais e acadêmicos entre essas nações.

Ele disse que um trabalhador brasileiro, por exemplo, que tenha vivido e trabalhado em Portugal, poderá agregar isso a sua aposentadoria amparado pela legislação, a partir deste acordo. Isso inclui direitos sociais, como previdência social e moradia.

A próxima reunião para concretização do projeto deve ocorrer em Cabo Verde, em 2018.

Além do Brasil e Portugal também formam a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa as nações de Moçambique, Angola, Guiné Equatorial, Timor Leste, São Tomé e Príncipe, bem como o própria sede do próximo encontro, Cabo Verde.

Leia Abaixo:

Como Morar em Portugal

Governo do Estado Abre Inscrições para Professores de Reforço Escolar

Portugal está entre os países mais procurados por brasileiros que querem morar na Europa, seja pela ligação histórica que temos com o país ou até mesmo pelo facilidade do idioma, a verdade é que somos uma comunidade de quase meio milhão em Portugal, representando 25% dos imigrantes.

Morar em Portugal é o sonho de muitos brasileiros, mas para a grande maioria não passa mesmo de um sonho distante.

Por que na prática é preciso se organizar e planejar muito para viver no país, começando por conseguir um visto adequado, uma oportunidade de trabalho e etc. Nesse artigos vamos passar pelos pontos mais importantes que você precisa levar em consideração para morar em Portugal.

10 Cidades no Mundo que pagam para Você Morar

O que preciso saber para morar em Portugal

Em primeiro lugar você precisa saber que apesar de Portugal parecer uma extensão do Brasil na Europa, na prática a coisa é muito diferente e só vai funcionar se você tiver planejamento (principalmente financeiro) e acima de tudo, tiver um propósito/motivo para morar em Portugal.

Visto para morar em Portugal

O primeiro passo e um dos mais importantes é conseguir um visto adequado para morar em Portugal (caso você não tenha cidadania de nenhum país europeu). Os tipos de visto mais comuns que você pode solicitar são:

  • Visto de Estudo
  • Visto de Trabalho
  • Visto de Empreendedor
  • Visto de Rendas Próprias (aposentados, por exemplo)
  • Golden Visa (compra de imóvel)

As melhores cidades para morar em Portugal

Fazer um ranking com as melhores cidades para morar em Portugal (ou em qualquer outro país) é complicado por que tudo depende do seu estilo de vida. Esse ranking é baseado em qualidade de vida, custo de vida e oportunidade de trabalho.

  1. Lisboa
  2. Porto
  3. Braga
  4. Coimbra
  5. Guimarães;

Claro que você deve levar em consideração o propósito de morar em Portugal para escolher a cidade que vai morar. Se você não quer morar em uma cidade grande, Braga pode se adequar melhor ao seu estilo de vida. Se quer trabalhar com tecnologia em Portugal, provável que tenha que escolher entre Porto e Lisboa, por exemplo.

Lisboa, uma das melhores cidades para morar em Portugal

Quanto custa morar em Portugal

Sem dúvida o custo de vida em Portugal é um dos itens que você deve considerar antes de mudar para Portugal. O custo de vida vai depender da cidade que você escolher para viver e do seu estilo de vida.

Lisboa seguida do Porto são as cidades mais caras para morar em Portugal, mas também é onde mais tem oportunidades de trabalho e onde pagam melhor, ou seja, uma coisa compensa a outra.

Se considerar um casal, sem filhos, vivendo em um apartamento bem localizado com um quarto, incluíndo as contas básicas (água, luz, telefone, internet) e comida, o custo de vida por cidade seria mais ou menos assim:

  • Lisboa – 1300€
  • Porto – 1000€
  • Braga – 700€
  • Coimbra – 600€
  • Guimarães – 600€

Claro que essa é uma conta genérica, onde o seu estilo de vida e principalmente que tipo de imóvel quer alugar, vai fazer toda a diferença.

Como é o mercado de trabalho em Portugal

Esse é um dos pontos fundamentais para a maior parte das pessoas, que vem em busca de um trabalho para poder viver com mais qualidade de vida. Portugal está pouco a pouco se recuperando da crise e já começam a aparecer mais oportunidades de trabalho (principalmente para mão de obra qualificada), mas o ideal é vir com um emprego já certo.

Isso por que o tempo médio para conseguir um emprego em Portugal (exceto em tecnologia) é superior a 3 meses. Fazem mais entrevistas do que no Brasil e o período de decisão das empresas é maior.

Vantagens e desvantagens de morar em Portugal

Se você está pensando em morar fora do Brasil, provavelmente só tem pensando nas vantagens que existem em morar em Portugal (e que são muitas), mas também precisa ponderar que existem sim desvantagens.

Entre as principais vantagens estão: segurança, qualidade de vida, custo de vida, saúde pública de qualidade, qualidade de ensino para quem tem filhos ou vem estudar, uma vida muito menos corrida do que a do Brasil e etc.

Entre as principais desvantagens estão: começar a vida de novo, ficar distante da família e amigos, mercado de trabalho mais concorrido, deixar para trás emprego e alguma estabilidade já adquirida e etc.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Login